CANAL

Blog sobre exercícios físicos, fisiologia, treinamento de força e áreas afins.

4 de Julho de 2018 às 18:09

     Quando você passa por um momento de estresse mental seu corpo se prepara para o que chamamos de luta ou fuga! Seu organismo ativa o Sistema Nervoso Simpático e libera diversos hormônios como cortisol, adrenalina, noradrenalina para que você lute ou fuja da situação na qual está! Isso é ótimo, pois é uma resposta de defesa do nosso organismo! Porém, nos dias atuais, quando alguém te fecha no transito, ou teu chefe/colega de trabalho te tira do sério você não sai correndo, e também não luta! Toda energia é liberada para os músculos, a glicemia aumenta, a pressão arterial eleva, o sangue é direcionado para a os músculos para te preparar para esta situação de luta ou fuga, e você não tem essa reação!Quando isso ocorre eventualmente não é problema, porém quando o estresse é frequente, isso se torna crônico, e é péssimo! Aí que começam a aparecer alguns problemas de saúde, como:

- Hipertensão

- Resistência à insulina

- Azia

- Refluxo

- Úlcera

- Intestino preso

- Baixa da imunidade (gripes, resfriados, etc)

- Perda de massa muscular

                                                          

Quando o estresse está crônico, o sistema nervoso simpático fica ativado por muito tempo, isso faz com que seja reduzida a motilidade do sistema gastrointestinal, reduzindo sua frequencia de idas ao banheiro, gerando o intestino preso. A azia, refluxo estão muito associadas à isso, pois mesmo que a motilidade do sistema gastrointestinal esteja reduzida, o ácido cloridrico continua a ser produzido e seu excesso no estômago pode causar esssa queimação, e ainda se o consumo de cafeína for exagerado, ou se a pessoa estiver ingerindo medicamentos, essa queimação pode ser acentuada. A longo prazo pode se tornar uma úlcera.


A isônia também é muito comum, pois como o corpo está em situação de luta ou fuga, ele fica extremamente ativado. Apenas quando o sistema simpatico for reduzido e o parassimpatico estiver com maior ativação que estes sintômas irão desaparecer.

A baixa da imunidade está associada a alta elevação de cortisol, pois ele é um hormônio imunossupressor. Além do cortisol baixar a imunidade, ele "rouba" aminoácidos dos músculos, leva até o fígado para fazer gliconeogênsese, que nada mais é do que transformar aminoácidos em glicose.

Algumas dicas para melhorar:

1- Procure controlar e gerenciar melhor seu dia, evitando o estresse contínuo;

2- Quando perceber que esta ficando estressado, e a frequencia cardíaca começar a aumentar, respire fundo e lentamente varias vezes, conseguimos reduzir um pouco a pressão arterial e frequencia cardíaca;

3- Pratique atividades físicas regularmente;

4- Yoga é uma excelente opção, pois foca muito na concentração e respiração, controlando estresse e ansiedade;

5- Antes de dormir procure relaxar, não trabalhe até tarde, leia um livro, assista a um filme, faça algo que saia da sua rotina de estresse.

Perceberam como o estresse pode ser um gatilho para inúmeros problemas de saúde? Vamos cuidar mais de nossa saúde como um todo, do psicológico ao fisiológico!


Prof. Yesudian Yamada da Gama

Fisiologista do Exercício

Mestre em Biociências

consultoriaesportivaonline.com

REFERÊNCIAS:

1- BERNE E LEVI, FISIOLOGIA. ELSEVIER 2006

2- LOURES, SANT'ANNA, BALDOTTO, SOUSA, NÓBREGA. ESTRESSE MENTAL E SISTEMA CARDIOVASCULAR. ARQUIVO BRASILEIRO DE CARDIOLOGIA, 2002

19 de Outubro de 2017 às 17:52

Samuel Fortunato decide mudar o estilo de vida, e em sua primeira competição conquista o 1º lugar Men´s Physique estreantes IFBB Paraná 2017

Dicas de pratos Fitness e Treinos: @samuka_cwb


13 de Dezembro de 2016 às 23:12


     Muita gente sai de férias e acaba esquecendo do trabalho que foi feito o ano inteiro, e pode fazer tudo cair por água abaixo! Quando se deixa de treinar, a tendência é que aos poucos você volte a ser o que era antes, ou seja, seus músculos vão diminuindo, isso significa que seu glicogênio muscular (reservas de energia do músculo) diminua, suas fibras musculares vão sendo quebradas gerando energia para atividades do dia a dia. Isso se chama catabolismo, em outras palavras, degradação, destruição.

     Sempre faço uma metáfora usando uma empresa: se a empresa estiver a todo vapor, com muito trabalho, ela contrata mais funcionários (mais músculos), quando a empresa esta com pouca demanda, entrando em crise, a maioria dos funcionários (músculos) são mandados embora, já que eles não tem função naquele momento, e o custo para mantê-los é alto! Então, tanto a empresa quanto nosso corpo, tende a economizar, jogando fora tudo que não tem função.